A mudança é a lei da vida

 

Como fã de esportes americanos e designer, eu nunca deixei de notar como os times desse país, independente do esporte, sempre possuem uma renovação em suas marcas. Diferente do Brasil, os “times esportivos” são tratados como franquias de suas ligas, sendo assim, há um dono, acionistas e dentre outras coisas.

E essa constante renovação de suas marcas sempre traz resultados interessantes tanto no campo de venda de produtos como adequação de sua imagem perante as mídias como um todo.  A mais recente aconteceu com o “Tampa bay Buccaneers”, time de futebol americano, em que sua marca passou por uma mudança, de certa forma sutil, mas que possibilitou maior adequação das novas necessidades da marca.

987028_874357685908923_1903116990_o

Um detalhe que me chamou muito a atenção nessa mudança foi o tamanho do logo estampado no capacete com relação ao tamanho anterior. Uma mudança relativamente simples, mas que gerou uma visualização perfeita da marca nas transmissões pela TV ou internet.

10356550_874357925908899_1574530276_n

Algumas pessoas acostumadas com as mesmices do esporte mais praticado nos EUA pode até dizer que isso descaracteriza a tradição dos times, e que mudanças desse tipo são de alguma forma irrelevante.  Mas convenhamos, os clubes do nosso país possuem a mesma cara desde que nos damos por gente e, de alguma forma, não olhamos para os símbolos com o carinho que eles merecem, pois já estamos saturados pela eterna exposição da mesmice.

E nas entrelinhas disso, mudar e renovar para uma marca sempre é necessário a partir das novas necessidades que a vida traz como desafio.

Lucas Placer

Lucas Placer

Designer e viciado pela profissão, estudante de arquitetura, amante dos esportes americanos, atleta de final de semana e café é meu alucinógeno da hiperatividade.