Berlinale 2019: filmes brasileiros são premiados na 69º edição do Festival de Berlim

O Brasil despediu-se no domingo, 17/02, da 69º edição da Berlinale – Festival Internacional de Cinema de Berlim, última sob a direção de Dieter Kosslick, que a partir de maio, Mariette Rissenbeek e Carlo Chatrian passam a sucedê-lo.

Dos filmes brasileiros selecionados (veja aqui), na sua maioria pautando questões sociais e políticas, duas produções sairam premiadas do Festival: o filme "Espero tua (re) volta", dirigido pela documentarista Eliza Capai, e o curta-metragem "Rise", de Bárbara Wagner e Benjamin de Burca.

Exibido na mostra paralela Geration, dedicado a filmes sobre a juventude, o documentário "Espero tua (re) volta" acompanha os protestos de estudantes que saíram às ruas e ocuparam escolas protestando por um ensino público de qualidade e uma cidade mais inclusiva, que vai desde as marchas de 2013 até a vitória do presidente Jair Bolsonaro em 2018. Inspirado pela linguagem do próprio movimento, o filme é conduzido pelo ponto de vista de três estudantes, representantes de eixos centrais da luta, que disputam a narrativa, explicando conflitos do movimento e evidenciando sua complexidade.

O documentário venceu o Peace Film Prize do Festival de Berlim, prêmio concedido ao filme que destaca-se por sua mesagem de paz, e o Amnesty International Film Prize, que premia o (a) diretor (a) que melhor abordou questões relacionadas aos Direitos Humanos, que para Capai, "são como selos da importância social que esse filme tem". 

O curta-metragem "Rise", dirigido por Bárbara Wagner e Benjamin de Burca, documenta o trabalho de jovens artistas do coletivo  R.I.S.E (Reaching Intelligent Souls Everywhere) que se encontram em um centro comunitário no subúrbio da cidade canadense. A dupla, que já possui outras produções interessantes que transitam entre o cinema e as artes visuais, realidade e ficção, recebeu o Audi Short Film Award nesta edição; o filme segue para a Bienal de Veneza, na Italia, que acontece entre 11 de maio a 24 de novembro.

Confira os outros vencedores da Berlinale 2019:

COMPETIÇÃO OFICIAL I Longa-metragem

URSO DE OURO  – MELHOR FILME: "Synonymes" (Synonyms), de Nadav Lapid
URSO DE PRATA – GRANDE PRÊMIO DO JÚRI: "Grâce à Dieu" (By the Grace of God), de François Ozon
URSO DE PRATA – PRÊMIO ALFRED BAUER: "Systemsprenger" (System Crasher), de Nora Fingscheidt
URSO DE PRATA – MELHOR DIREÇÃO: Angela Schanelec, por "Ich war zuhause, aber" (I Was at Home, but)
URSO DE PRATA  – MELHOR ATRIZ: Yong Mei, por "Di jiu tian chang" (So Long, My Son)
URSO DE PRATA  – MELHOR ATOR: Wang Jingchun, por "Di jiu tian chang" (So Long, My Son)
URSO DE PRATA  – MELHOR ROTEIRO: "La paranza dei bambini", por Maurizio Braucci, Claudio Giovannesi e Roberto Saviano
URSO DE PRATA  – MELHOR CONTRIBUIÇÃO ARTÍSTICA: Rasmus Videbæk pela direção de fotografia de "Ut og stjæle hester" (Out Stealing Horses), de Hans Petter Moland

 

COMPETIÇÃO OFICIAL | Curta-metragem

Cena do filme brasileiro "Rise", de Bárbara Wagner e Benjamin de Burca

URSO DE OURO – MELHOR CURTA: "Umbra", de Florian Fischer e Johannes Krell
URSO DE PRATA  – PRÊMIO ESPECIAL DO JÚRI: "Blue Boy", de Manuel Abramovich
PRÊMIO AUDI – "Rise", de Bárbara Wagner e Benjamin de Burca
PRÊMIO AUDI  –  MENÇÃO ESPECIAL: "Omarska", de Varun Sasindran
Curta-metragem indicado ao European Film Awards: "Suc de síndria" (Watermelon Juice), de Irene Moray
PRÊMIO GWFF  – MELHOR FILME DE ESTREIA: "Oray", de Mehmet Akif Büyükatalay
PRÊMIO GLASHÜTTE  – DOCUMENTÁRIO ORIGINAL: "Talking About Trees", de Suhaib Gasmelbari

 

MOSTRA PANORAMA | Prêmio do Público


MELHOR FILME DE FICÇÃO: "37 Seconds", de HIKARI
2º lugar: "Šavovi" (Stitches), de Miroslav Terzi
3º lugar: "Buoyancy", de Rodd Rathjen

MELHOR DOCUMENTÁRIO: "Talking About Trees", de Suhaib Gasmelbari
2º lugar: "Midnight Traveler", de Hassan Fazili
3º lugar: "Shooting the Mafia", de Kim Longinotto

 

PRÊMIO FIPRESCI

Cena do filme "Dafne", do diretor italiano Federico Bondi

COMPETIÇÂO OFICIAL: "Synonymes" (Synonyms), de Nadav Lapid
PANORAMA: "Dafne", de Federico Bondi (Itália)
FORUM 2018: "Die Kinder der Toten", de Kelly Copper e Pavol Liska

 

JÚRI ECUMÊNICO


COMPETIÇÂO OFICIAL: "Gospod postoi, imeto i’ e Petrunija" (God Exists, Her Name Is Petrunya), de Teona Strugar Mitevska
PANORAMA: "Buoyancy", de Rodd Rathjen
PANORAMA – MENÇÂO ESPECIAL: "Midnight Traveler", de Hassan Fazili
FORUM 2018: "Erde" (Earth), de Nikolaus Geyrhalter

 

PRÊMIO TEDDY


MELHOR FILME: "Breve historia del planeta verde" (Brief Story from the Green Planet), de Santiago Loza
MELHOR DOCUMENTÁRIO: "Lemebel", de Joanna Reposi Garibaldi
MELHOR CURTA – METRAGEM: "Entropia", de Flóra Anna Buda
PRÊMIO ESPECIAL DO JÚRI: "A Dog Barking at the Moon", de Xiang Zi
TEDDY AWARD ESPECIAL: Falk Richter
PRÊMIO AMNESTY  –  FILME INTERNACIONAL: "Espero Tua (Re)volta", de Eliza Capai
URSO DE OURO HONORÁRIO: Charlotte Rampling

 

 

 

Erica Ribeiro

Erica Ribeiro

Comunicóloga, escritora, cineasta e cofundadora do EntreLinha e Coletivo Pausa. É cinéfila, amante das artes e da literatura.