Entre flashes e tapete vermelho, o cinema reinou em Gramado

 

Uma das cidades mais lindas do Brasil, Gramado, no Rio Grande do Sul, viveu e respirou cinema. Palco de um dos mais prestigiados eventos de cinema do país, o Festival de Cinema de Gramado, recebeu de braços abertos os amantes da sétima arte

O evento, que ocorreu entre os dias 8 a 16 de agosto, contou com uma homenagem muito especial ao ator e diretor José Wilker, falecido em abril deste ano e era curador do evento, destacando sua trajetória. Além da exibição do filme “Isolados”, do cineasta Tomás Portella, último trabalho de Wilker.

Além de Wilker, outros grandes nomes que deixaram sua marca também foram homenageados, como o mestre do cinema documental Eduardo Coutinho e os atores Paulo Goulart e Claudio Cavalcanti.

Longas-metragens brasileiros

92gubt2lt4f3my12zw89nklhp

A Despedida”, dirigido por Marcelo Galvão, que faz uma reflexão sobre a existência, abre a mostra competitiva de longas nacionais.  O filme conquistou os prêmios de Melhor diretor, Melhor fotografia (Eduardo Makino), Melhor atriz (Juliana Paes) e Melhor ator (Nelson Xavier), aplaudido de pé por sua belíssima atuação.

“Infância”, do cineasta Domingos, é um  longa é muito pessoal e traz memórias do próprio cineasta. Destaque no Festival de Cinema de Gramado, recebeu os prêmios de Melhor ator coadjuncante (Paulo Betti), Melhor roteiro (Domingos Oliveira), Melhor montagem (Tina Saphira) e Prêmio especial do júri para Fernanda Montenegro.

066722.jpg-c_620_260_x-f_jpg-q_x-xxyxx

"A Estrada 47", de Vicente Ferraz, filme que retrata a estória de pracinhas da FEB na Itália, durante a II Guerra, recebeu os prêmios de Melhor filme e Melhor desenho de som (Branco Neskon). E “A Luneta do Tempo”, dirigido pelo cantor e compositor Alceu Valença, traz para a telona uma ficção de cordel e os mitos do cangaço nordestino. Bem recebido pelo público e pela crítica, o filme recebeu os prêmios de Melhor direção de arte (Moacyr Gramacho) e Melhor trilha musical (Alceu Valença).

Outros dois filmes nacionais que também saíram do evento premiados são: “O Segredo dos Diamantes”, do diretor mineiro Helvécio Ratton, como Melhor filme do júri popular; e “Os Senhores da Guerra”, com o Prêmio especial do júri e melhor atriz coadjuvante para Andrea Buzato.

Longas-metragens latinos premiados

lasanalfabetassliderflipped1

Os filmes latinos também brilharam no 42º Festival de Cinema de Gramado e dentre eles está “El Lugar Del Hijo”, do cineasta uruguaio Manuel Nieto, o grande destaque. O longa conquistou os prêmios de Melhor filme, Melhor ator (Felipe Dieste) e Melhor roteiro (Manuel Nieto).

"Las Analfabetas", do diretor estreante Moisés Sepúlveda, que acompanha a vida de uma analfabeta, mas o diretor apresenta pontos que vão além da questão do analfabetismo. O longa recebeu os prêmios de Melhor diretor, Melhor atriz para Paulina Garcia e Valentina Muhr e Melhor fotografia.

Para conferir os melhores momentos da mostra competitiva de longas-metragens nacionais e latinos no 42º Festival de Cinema de Gramado  é só clicar aqui.

Viva a sétima arte!

Erica Ribeiro

Erica Ribeiro

Publicitária, blogueira, produtora e cineasta. É cofundadora do EntreLinha Blog, Coletivo PAUSA e da websérie "Uma Pausa para o Café...", além de colunista do Design & Chimarrão.