Essa tal liberdade

Há um tempo, tive a oportunidade de conferir a videoinstalação “Untitled (Zimbabwean Queen of Rave), trabalho do artista Dan Halter, de Zimbábue, um pequeno país que fica situado na África.

O vídeo, que assume um tom político, carrega em si as próprias experiências vividas pelo artista que, em 2005, juntamente com sua família, foram forçados a se exilar devido à nova proposta agrária implantada no país com o intuito de manter um equilíbrio étnico das terras. Além de levantar a questão dos direitos básicos do ser humano, independente de sua cor, etnia ou credo.

“Untitled (Zimbabwean Queen of Rave) apresenta uma estética muito semelhante aos vídeosclipes da década de 80. O hibridismo presente no trabalho traz imagens de arquivo ao ritmo da música “Everybody’s To Feel Good”, grande sucesso internacional da cantora zimbabuana Razalla.

Imagem

Outro ponto interessante é a palavra “Rave” no título no vídeo. Empregada para designar uma festa de música eletrônica, pode ser interpretada como “mover ou avançar violentamente.” A ação de movimentar da massa, em “Untitled (Zimbabwean Queen of Rave)”, alternadas entre imagens de raves europeias e manifestações do fim do Apartheid –  regime de segregação racial que foi adotado na África do Sul entre 1948 a 1990 –, apresentam conotações distintas.

As imagens ganham uma intensidade expressiva ao ser mesclada à música “Everybody’s To Feel Good” (Todos são livres para se sentir bem), em que o artista denuncia e questiona essa tal “liberdade” e direitos humanos que tanto se falam, mas na verdade o que se vê é uma realidade nua, crua, fria e desumana. 

Confira o vídeo: 

 . 

Erica Ribeiro

Erica Ribeiro

Comunicóloga, escritora, cineasta e cofundadora do EntreLinha. É amante das artes, da literatura e cinéfila.