Filmes brasileiros são premiados no Berlinale

O Brasil deixou Berlinale – Festival Internacional de Cinema -, evento que encerrou no dia 25 de fevereiro, com uma participação marcante e significativa para o cinema brasileiro. Filmes de diversas temáticas, tais como direitos humanos e LGBTS, representaram o país dando visibilidade a nossas produções num dos maiores vitrines do cinema, muitos delas saíram de lá premiadas.

O longa-metragem “Tinta Bruta”, dos diretores Filipe Matzembacher e Márcio Reolon, que narra a história de um jovem que vive isolado e ganha à vida fazendo performances num site de sexo, conhecido como Garoto Neon. O filme recebeu dois importantes prêmios: o Teddy Award, dedicada a produções que tratam sobre tema LGBTQs, de Melhor Ficção e o prêmio da Confederação Internacional de Cinema de Arte e de Ensaios (CICAE).

Cena de "Tinta Bruta", dos cineastas Filipe Matzembacher e Márcio Reolon

As premiações não param por ai, o documentário “Bixa Travesty”, dirigido por Claudia Priscilla e Kiko Goifman, que retrata a vida da cantora trans Linn da Quebrada, também premiado com Teddy Award de Melhor Documentário.

“O Processo”, documentário da renomada e premiadíssima cineasta, Maria Augusta Ramos, que mostra os bastidores do impeachment de Dilma Rousseff, levou o 3° lugar no Prêmio de Público da Mostra Panorama Docs. E, além disso, Menção Honrosa de Melhor Documentário pelo Júri Oficial na Mostra Panorama Docs para “Ex-Pajé”, do diretor Luiz Luiz Roberto Bolognesi, filme sobre o povo Suruí, que vive no interior da Amazonas. 

Cena do filme "Las Herderas", de Marcelo Martinessi

Além disso, há também uma coprodução brasileira, “Las Herderas”, do cineasta e roteirista paraguaio Marcelo Martinessi, que aborda a vida de um casal de mulheres, levando dois Ursos de Prata: Melhor Atriz para a atriz Ana Brun e Prêmio Alfred Bauer para filme que abre novas perspectivas. “Las Herderas” recebeu ainda o prêmio da Confederação Internacional da Imprensa Cinematográfica (FIPRESCI) e o prêmio Teddy dos leitores da revista Mannschaft.

Essa nova safra de filmes ainda está circulando em Festivais, mas em breve estará nos cinemas. Viva o cinema brasileiro!

 

Erica Ribeiro

Erica Ribeiro

Comunicóloga, escritora, cineasta e cofundadora do EntreLinha. É cinéfila, amante das artes e da literatura.