Fragmentado

“Fragmentado” (Split), nova produção cinematográfica do cineasta M. Night Shyamalan, volta às suas origens e traz o bom e velho o suspense e o terror como vemos em “O Sexto Sentido” (1999), “Corpo Fechado” (2000), “Sinais” (2002).

O filme agradou-me muito, principalmente pelo thriller psicológico apresentado, tornando perturbador na medida certa, e há alguns pontos interessantes da trama que surpreende, a qual não cito detalhes para evitar spoilers, porque não teria como fugir deles, mas fique atento aos detalhes ao assistí-lo.

O ator James McAvory, que atuou como Professor Xavier em “X-Men: Dias de um Futuro Esquecido”, está simplesmente brilhante em “Fragmentado”. McAvory é Kevin Wendell Crumb, um homem diagnosticado com Transtorno Dissociativo de Identidade pela psicóloga Karen Fletcher (Betty Buckley), com 23 identidades distintas. No entanto, apenas algumas são mais presentes no enredo.  

Certo dia, uma de suas identidades sequestra três adolescentes Claire (Haley Lu Richardson), Marcia (Jessica Sula) e Casey (Anya Taylor-Joy) que saiam da festa de aniversário de uma delas, levando-as para um lugar sombrio e obscuro.

Presas num quarto sem janelas, as personagens, ao longo do filme, precisam lidar com o pavor e as mudanças repentinas do protagonista. Mas uma delas, Casey, traz marcas profundas de um passado traumático que é apresentado ao espectador através de flashbacks. Fatos fortes, mas mostrado com muita delicadeza, aos poucos vamos conhecendo-a.

A atriz Anya Taylor-Joy consegue expressar com muita naturalidade o desespero e o pavor, bem como a complexidade de sua personagem, mantendo sempre um equilíbrio, que achei muito interessante, diante das situações que vai sendo exposta.

M. Night Shyamalan mais uma vez bebe da fonte do mestre do suspense, o cineasta Alfred Hitchcock, conduzindo a história com uma direção precisa e autoral, explorando de forma eficiente a complexidade da mente humana. Os enquadramentos e o jogo de espelho denotam as transições do protagonista (James McAvory), que potencializa.

“Fragmentado” subverte a expectativa do gênero, além disso, o ambiente estranho, labiríntico e claustrofóbico reflete o caótico estado do protagonista, que oscila ao longo da narrativa conforme se manifestam suas personalidades.  Segundo uma série de twets de M. Night Shyamalan, a Universal Pictures lançará sua nova produção cinematográfica titulada "Glass", que dialogará com "Fragmentado", em janeiro. Agora nos resta aguardar.

 

 

Erica Ribeiro

Erica Ribeiro

Publicitária, blogueira, produtora e cineasta. É cofundadora do EntreLinha Blog, do Coletivo PAUSA e da websérie "Uma Pausa para o Café...", além de colunista do Design & Chimarrão.