Helvetica, mais que um caso de amor e ódio

 

Na década de 60 e 70, com a fama mundial que gozava o design suíço, a tipografia criada por Max Miedinger e Eduard Hoffmann, em 1957, ganhou grande visibilidade tanto nacional quanto internacional.

Amada por alguns designers e odiada por outros, a tipografia helvetica marca presença nos espaços urbanos e marcas de empresas como as linhas aéreas American Airlines e Lufthanse, Jeep, Microsoft, 3M, Panasonic.

Partindo deste ponto, o diretor Gary Hustwit produziu um documentário super interessante que conta a história do design gráfico no pós-guerra e mostra essa divergência de opiniões sobre a tipografia helvetica com entrevistas de profissionais renomados da área.

O longa-metragem causou grande polêmica no mundo todo.

Ficou curioso? Dá play no trailer:

Erica Ribeiro

Erica Ribeiro

Publicitária, blogueira, produtora e cineasta. É cofundadora do EntreLinha Blog, Coletivo PAUSA e da websérie "Uma Pausa para o Café...", além de colunista do Design & Chimarrão.