Legion: Primeiras Impressões do “Chapter1”

A Marvel e a DC possuem várias séries de super-heróis, em que trabalham temas variados e provando que este universo tem muito ainda a ser explorado. Alguns de uma forma mais fantasiosa, outras sombrias e algumas no meio termo. Posso estar até falando algo que eu vá me arrepender depois? Sem dúvida alguma. Mas, não havíamos conhecido até então algo como Legion.

A série, que estava sendo aguardada por um bom tempo, finalmente estreou nesta última semana. E apesar da recepção ser boa, a audiência do episódio piloto foi bem morna na terra do Tio Sam.

Toda a forma de trabalho deste primeiro episódio foi de deixar qualquer um maluco (sacou? Haha), o elenco está muito bom e conseguiram nos passar os sentimentos de cada ator e o que David Haller (Dan Stevens) sentia a cada momento no suposto manicômio. Mas nada supera a direção maravilhosa do episódio inteiro. Conseguem nos deixar angustiado e esperando por respostas (até mesmo para coisas bobas) durante todo o tempo!

Ainda sobre a direção, em que conseguiram transmitir TODAS as emoções de David Haller, inclusive no musical com dancinhas, que pode ser cafona, mas mostrou como o personagem se sentia feliz em relação ao seu namoro com Syd Barrett (Rachel Keller)!

Apesar da série ser baseada na história do filho do Professor Xavier, dos X-Men, ainda não vimos nada relacionado ou alguma menção aos mutantes da escola do Charles Xavier. Fora o logo da série que tem um enorme X dentro do “O” de Legion. Só para deixar aquela pulguinha atrás da orelha.

Ele possui uma infinidade de poderes, que incluem leitura de mentes, viagem e manipulação do tempo, controle do fogo, etc. Um completo telepata, um dos mais poderosos no mundo dos X-Men. No piloto ainda não conhecemos todos os seus poderes, pelo contrário, ele ainda está aprendendo a controlar e saber o que ele é, pois como vimos no início da série ele não teve um mentor ou alguém para auxiliá-lo e aprender a controlar o seu poder. Por isso acabou no hospício.

A maior ascensão e evolução de personagem que vimos durante o episódio foi a Lenny Busker (Aubrey Plaza), que começou apesar como umas das internadas na clínica e após a sua morte, por culpa do David, ela volta em sua cabeça para o perturbar. Provavelmente ela será o ponto cômico em que veremos os diálogos internos da cabeça do David. Após sua morte ela aparenta muito mais solta, irônica e nada boazinha #Encosto!

Como vimos no final do último episódio, ele agora está com um grupo de mutantes e foi recebido pela Melanie Bird (Jean Smart) que nos deixou acreditando ser sua mãe. Uma mulher um tanto misteriosa, e que provavelmente possui muitos poderes (não necessariamente sendo mutante, às vezes, influências e política podem ser um dos maiores poderes).

Fica a dica para vocês acompanharem e nos dizer o que achou deste piloto, e se a série irá seguir em frente com tudo ou é mais um fogo de palha da Marvel.

 

Felipe Espinosa

Seriador de carteirinha, tentando evitar episódios atrasados e na geladeira. Adepto do movimento Anti-Spoilers! Só aproveite e conheça mais sobre o mundo das séries, vai ser legen... wait for it... dary!

Posted Under
Sem categoria