[Agenda Cultural] Mulheres, câmera e telas

A Cinemateca Brasileira, em celebração ao lançamento da nova edição da revista Filme Cultura, cujo foco é a produção cinematográfica feita por mulheres brasileiras, apresenta a Mostra “Mulheres, câmera e telas”, que pode ser conferido entre os dias 18/01 a 04/02, gratuitamente.

O evento conta com a exibição de mais de 40 produções de diversos períodos da nossa filmografia, dentre eles estão o raríssimo “Amor Maldito” (1984), de Adélia Sampaio; “Eternamente Pagu” (1987), de Norma Bengel; “Era o Hotel Cambridge” (2016), de Eliana Caffé.  Além disso, também tem mesas de discussões e cursos/workshops profissionalizantes voltados às mulheres (confira mais detalhes e inscrição aqui).

Veja a programação das próximas sessões:

quinta-feira (25/01) | SALA BNDES | 16:00

Filme: “Quem matou Eloá?” (2015), de Lívia Perez         

Sinopse: Uma análise crítica sobre a espetacularização da violência e a abordagem da mídia televisiva nos casos de violência contra a mulher, revelando um dos motivos pelo qual o Brasil ocupa o sétimo lugar num ranking de países que mais matam mulheres.

quinta-feira (25/01) | SALA BNDES | 16:00

Filme: “A menina santa” (2004), de Lucrecia Martel        

Sinopse: Após o ensaio do coral de Ciénaga, Amália e Josefina se reúnem na igreja para debater o propósito da fé. Quando Amália conhece Doutor Jano, depara-se também com a revelação de seu destino: salvar os homens do pecado.

quinta-feira | SALA BNDES | 18:00

Filme: “Os amigos” (2014), de Lina Chamie

Sinopse: Transpassa-se um dia na vida do arquiteto paulistano Théo. De casa, vai para o funeral de um amigo de infância. Do funeral para o trabalho. Ao longo do dia, vai discernindo como o mundo será daquele dia em diante, em cada gesto cotidiano.

quinta-feira (25/01) | SALA BNDES | 20:00

Filme: “Tão longe é aqui” (2013), Eliza Capai          

Sinopse: Escrita a partir das memórias fragmentadas de uma longa viagem, uma carta é enviada ao futuro. Prestes a completar três décadas de nascimento, uma brasileira parte em uma jornada pelo continente africano. Traça seu arco ao retratar os pormenores que o intercâmbio entre período e cultura geram. Estrutura-se sob uma lógica de diário, que termina por se desdobrar em uma potente trama de maturação.

Sexta-feira (26/01) | SALA BNDES | 19:00

Filme: “O ébrio” (1946), de Gilda de Abreu

Sinopse: Gilberto Silva tinha seu futuro delineado, até que seu pai perde a fazenda. Sujeitado a migrar para a cidade grande, encontra abrigo no anexo da sacristia. Divide-se entre o programa de calouros da rádio, e o sonho de tornar-se médico. Uma das dez maiores bilheterias da história do cinema brasileiro, a maior da época.

sexta-feira (25/01) | SALA BNDES | 21:00

Filme: “Casa de máquinas” (2007), de Maria Leite e Daniel Herthel    

Sinopse: Uma chave inicia o funcionamento de uma complexa estrutura mecânica, onde planejadas reações em cadeia e o acaso se misturam em cooperação. O movimento é mostrado em seu princípio, enquanto energia, e o caminho em que percorre, seja esse rumo à sincronia, caos ou algo entre os dois.

sábado  (26/07)| SALA BNDES | 19:00

Filme: “Muito romântico" (2016), de Melissa Dullius e Gustavo Jahn

Sinopse:  As aventuras de Melissa e Gustavo nascem de um navio cargueiro vermelho que cruza o oceano Atlântico chegando em Berlim – cidade cujo constante movimento substitui o velho pelo novo. Quando encontram uma morada, transformam-na no coeficiente centralizador de seus universos.

sábado | SALA BNDES | 19:00

Filme: “Como nossos pais” (2017), de Laís Bodanzky      

Sinopse: Rosa se cobra por ter que dar conta de todas as suas obrigações, mas descobre que não consegue e também que a vida é cheia de surpresas, principalmente, as vindas de sua própria mãe.

sábado (27/01) | SALA BNDES | 21:00

Filme: “Para ter onde ir”(2016), de Jorane Castro

Sinopse: Três mulheres com diferentes visões sobre a vida e o amor, seguem juntas em uma única viagem partindo de um cenário urbano para outro onde a natureza bruta prevalece. Eva, mulher madura e pragmática que convida para a sua jornada a amiga Melina, uma mulher livre e sem compromissos, e Keithylennye, uma jovem ex-dançarina de “techno-brega”. No caminho, os acontecimentos vividos separadamente pelas três revelam as incertezas e os diferentes sentidos daquela viagem para cada uma delas.

domingo (28/01) | SALA BNDES | 16:00

Filme: “Rainha” (2016), de Sabrina Fidalgo

Sinopse: Rita finalmente realiza o sonho de se tornar a rainha de bateira da escola de samba de sua comunidade; porém ela terá que lutar contra forças obscuras, internas e externas.

domingo (28/01) | SALA BNDES | 16:00

Filme: “Pendular”(2017), Júlia Murat

Sinopse: Em um galpão abandonado, um casal de artistas contemporâneos observa a arte, a performance e sua intimidade se misturarem. A partir de sequentes contradições, eles vão aos poucos perdendo sua capacidade de distinguir o que faz parte dos seus projetos artísticos e o que nada mais é que a relação amorosa, criando até mesmo um conflito com seu passado.

domingo (28/01) | SALA BNDES | 18:30

Filme: “Amor maldito” (1984), de Adélia Sampaio          

Sinopse: Do acaso que levou Fernanda a conhecer Sueli, nasce um favor. Do favor, nasce um romance. Do romance, nasce um infortúnio: o envolvimento de Sueli com um jornalista, sucedendo uma gravidez indesejada. Do infortúnio, nasce a tragédia.

domingo (28/01) | SALA BNDES | 20:30

Filme: “Os Homens que eu tive” (1975), de Tereza Trautman 

Sinopse: Casados há quatro anos e sem filhos, Pity e Dido mantém relações extraconjugais a partir de certo consentimento. Porém, ela se apaixona por um velho amigo do casal, Peter, com quem ela monta um filme. Desta vez, o caso é sério, e os leva a acertarem as contas.

quinta-feira (01/02) | SALA BNDES | 19:00

Filme: “A casa sem separação” (2015), de Natália Tereza         

Sinopse: Sábado à noite, Centro-Oeste Brasileiro. Jean é um “agroboy” que escuta a rádio local onde as pessoas deixam mensagens de amor.

quinta-feira (01/02) | SALA BNDES | 19:00

Filme: “Romance” (1999), de Carla Camurati        

Sinopse: Maria é uma mulher sexualmente rejeitada pelo marido. Ele não a toca mais e encara com normalidade sua falta de interesse sexual. Para satisfazer o vazio sexual e afetivo, Maria intercale longos diálogos durante transas com amantes que mal conhece.

quinta-feira (01/02) | SALA BNDES | 21:00

Filme: “Carlota Joaquina, princesa do Brasil” (1995), de Carla Camurati     

Sinopse: De quando Carlota se depara com o futuro marido, o príncipe de Portugal, até sua célere desilusão. De sua insaciável sede de ventre, até a vinda da corte portuguesa ao Brasil – apesar de, muito clamar, em irrefutável objeção.

sexta-feira (02/02) | SALA BNDES | 19:00

Filme: “Gurufim na Mangueira” (2000)       

Sinopse: Um jovem músico e líder comunitário morre subitamente. A comunidade verde-rosa se reúne na quadra na Mangueira para homenageá-lo. Mas fatos surpreendentes vão acontecer nesta estranha cerimônia.

sexta-feira (02/03)| SALA BNDES | 21:00

Filme: “Ôrí” (1989), de Raquel Gerber         

Sinopse: Um painel sobre a cultura africana no mundo e a luta dos negros para resgatar ou impor sua identidade: o papel dos quilombos, as raízes negras, a luta pelo poder.

 

sábado (03/02) | SALA BNDES | 17:00

Filme: “O estranho que nós amamos”          

Sinopse: Um soldado ferido em combate na Guerra de Secessão, se depara com um acolhedor abrigo em um internato de mulheres. Não tarda para que sua condição física se restabeleça, e entre em colisão frontal com as pulsões sexuais acumuladas que pairam pelos ares do internato. O que acaba por desencadear uma teia de conflitos que oscilam entre as pulsões do sexo e da violência. Baseado na obra homônima de Thomas Cullian.

 

domingo (04/02) | SALA BNDES | 17:00

Filme: “Lua de cristal”    

Sinopse: Maria da Graça é uma jovem sonhadora que se muda para a cidade grande com a intenção de fazer aulas de canto. Em meio a tantos problemas, Maria conhece a pequena Duda, sua vizinha, e o desajeitado Bob, que se tornam seus amigos. Bob é a materialização do príncipe dos sonhos de Maria e vai ajudá-la a se transformar em uma estrela.

domingo (04/02 | TELA EXTERNA | 20:00

Filme: “Frankenstein punk” (1986), de Eliana Fonseca e Cao Hamburger

Sinopse: A história de Frank, uma criatura diferente, nascida ao som da música “Singing in the rain", que parte em busca da felicidade.

Erica Ribeiro

Erica Ribeiro

Comunicóloga, escritora, cineasta e cofundadora do EntreLinha. É amante das artes, da literatura e cinéfila.

Posted Under
Sem categoria