Whiplash, a Busca da Perfeição

 

O filme “Whiplash”, do diretor e roteirista Damien Chazelli, que hoje carrega em seu currículo a premiação no Sundance Film Festival 2014, Globo de Ouro e 4 indicações ao Oscar 2015, quase nem saiu do papel.

Com o roteiro na mão e a vontade enorme de filmar, o baixo orçamento que Chazelli tinha para o filme não seria possível realizá-lo como queria. Após transformá-lo em um curta, no qual apresentou no Sundance Film Festival 2013 e venceu o Prêmio do Júri, possibilitou a captação de recursos para tocar seu projeto.

Da mesma forma que o próprio diretor foi persistente no seu sonho, em “Whiplash”, a personagem Andrew Neyman (Miles Teller), um jovem ambicioso que almeja se tornar o melhor baterista de Jazz de sua geração e marcar seu nome no mundo da música, luta por lugar ao sol.

Para isso, Andrew precisava atrair o olhar do mestre e conceituado professor de Jazz, Terence Fletcher, nem que isso pudesse prejudicar seu relacionamento com as pessoas que o cerca ou, até mesmo, sua própria saúde física e mental.

Whiplash-6206.cr2

Os primeiros segundos iniciais do filme, o espectador depara-se com uma tela escura ao som das batidas da bateria de Andrew, criando certa tensão. Assim que surge a primeira imagem na tela, o olhar do espectador é conduzido através do movimento lento do travelling, o cineasta já o insere na intimidade e no universo do jovem estudante.

“A Busca pela Perfeição”, subtítulo do filme, já deixa claro que a história vai muito além do amor pela música e o Jazz; retrata uma dedicação e perfeccionismo levado ao extremo.

Whiplash-5547.cr2

A tensão está presente ao longo da história. A relação conflituosa entre o professor impetuoso do Conservatório, interpretado pelo ator J. K. Simmons, e o estudante, se intensificam na medida em que Andrew passa a transforma a paixão inicial pela música e o jazz em obsessão.

A trilha sonora, assinada por Justin Hurwtz – responsável também pelas trilhas de um dos episódios “The Simpsons”, dos seriados “The Gabriels” e “The League”, além dos filmes que “La La Land” e “Guy and Madeline on a Park Beach, que tem previsão de estreia neste ano -, merece atenção especial.

Além de ser um show à parte, a trilha nunca fica em segundo plano em “Whiplash”. Ela conduz à narrativa, dá ritmo e tom aos momentos importantes que precisam pontuados.   

“Whiplash – a Busca da Perfeição” é um filme intenso e perturbador. Os atores principais estão em suas melhores atuações, a história consegue envolver o espectador de tal forma que é possível sentir o personagem, e a trilha, está de arrepiar.  

 

 

 

Erica Ribeiro

Erica Ribeiro

Publicitária, blogueira, produtora e cineasta. É cofundadora do EntreLinha Blog, do Coletivo PAUSA e da websérie "Uma Pausa para o Café...", além de colunista do Design & Chimarrão.