A arte do origami aplicada ao design

 

O origami é uma arte milenar japonesa que foi difundido mundialmente devido seu apelo lúdico e pelo estudo geométrico. Em algumas culturas, na qual as técnicas dessa arte foram inseridas, determinados tipos de dobraduras passaram apresentar significados simbólicos, religiosos e místicos distintos.

Os conceitos e técnicas do tradicional origami – o kirigami (kiru, "recortar" e kami, "papel") – e do origami arquitetônico – arte que transforma o papel em objetos tridimensionais -, são aplicados no campo do design como uma nova alternativa de comunicação visual e como um diferencial na fixação de uma ideia ou marca.

O origami arquitetônico também está ligado à arquitetura, tem como seu precursor o arquiteto e professor Masahiro Chatani que, em 1981, desenvolveu a técnica. Para ele, embora o origami arquitetônico tenha sido desenvolvido da era dos computadores, ele só foi possível devido à imaginação do ser humana. E “pode ser considerado como uma ponte entre o antigo e o moderno e entre as culturas do leste e do oeste”.

Rapidamente a técnica espalhou pelo mundo afora e influenciou vários designers e artistas. Algumas modalidades do origami arquitetônico são aplicadas em diversos tipos materiais promocionais – malas diretas, catálogos, cartão de visitas, displays de filmes e revistas, entre outros -, nos livros infantis denominados de “Pop-up books” – livros que trabalham com tridimensionalidade. Um trabalho muito interessante é do artista Justin Rowe que, com maestria, cria pop-ups books incríveis.

Confira:  

Erica Ribeiro

Erica Ribeiro

Comunicóloga, escritora, cineasta e também jardineira. É cofundadora do Coletivo Pausa, cofundadora/editora-chefe do EntreLinha, uma cinéfila incorrigível, amante das artes e da literatura.