“Feldman”, uma HQ para Instagram

 

Atualmente, as redes sociais estão se transformando em suportes para diversas mídias, que acabam deixando pra trás suas plataformas originais. Um exemplo disso é a migração dos investimentos no mercado editorial impresso para meios virtuais, com redução de custos e do quadro de funcionários de revistas tradicionais. Além disso, é muito mais rápido e fácil pular todas as etapas relacionadas à impressão e colocar o seu trabalho na web, disponível para todos.

Feldman_A

Foi o que fez o grupo de amigos Luciano Braga, Carlos Harres e Bernardo Assis Brasil, com a HQ para Instagram “Feldman”, lançada recentemente. De post em post, vamos conhecendo a história de Feldman, “… o maior asteroide já descoberto pela humanidade …“.

Com inspiradíssimas ilustrações em cores frias e misturando GIFs em alguns quadros, os autores conseguem prender a atenção e deixar os leitores ansiosos pela continuação da história (pelo menos foi a minha impressão). Abaixo segue a entrevista que fiz com o trio, onde eles falam um pouco sobre suas inspirações e sobre as peculiaridades da plataforma.

Qual foi a inspiração para o enredo?

Luciano: Eu sempre fui apaixonado pelo céu e por meteoros e asteróides. Sempre quis fazer uma história com isso, mas nunca vinha nada. Até que surgiu uma pergunta na minha cabeça: "o que se passaria na cabeça de alguém que descobre um asteróide que vai se chocar com a Terra?" (spoiler aqui, mas bem pouco…hehe). Dessa resposta saiu Feldman.

Qual a incumbência de cada um de vocês no projeto?

Luciano: Eu sou roteirista e cartunista faz um bom tempo. Além de fazer tirinhas para o bragacomics.com, já escrevi um mini-série de TV e algumas outras séries que estão para sair. Tenho outra Graphic Novel já escrita, mas em processo de produção. No Feldman eu tive a ideia da história e escrevi o roteiro. O Bernardo está desenhando tudo e o Carlos está ajudando com a produção e execução. Mas na real todo mundo palpita em tudo, então não existe um "cargo" definido. Se um deles achar que a história tem uma falha eles vão me falar e vamos encontrar uma solução pra ela.

Quais as outras iniciativas do gênero que inspiraram vocês?

Luciano: Quadrinhos em geral. Eu leio muito e adoro o gênero. Sou fã desde a graphic novels mais sóbrias dos anos 80 até as aventuras de "Tintin". "Asterios Polyp" é uma história que me inspirou acho, além de outra chamada "O Que Aconteceu Ao Homem Mais Rápido do Mundo".

E no universo dos quadrinhos em geral, quais são as principais referências estéticas?

Bernardo:  Sempre gostei dos traços das HQs mais tradicionais (homem-aranha, batman, etc), porém de uns anos para cá vim apreciando algo mais estilizados que normalmente é recorrente das historias mais indies. Asaf Hanuca é um desenhista que curto muito. Tentei colocar um pouco do meu traço com uma paleta de cores mais “anos 50 exploração espacial”. Acho que foi uma mistura de tudo isso ai.

Quais as peculiaridades da plataforma instagram que se destacam? Virtudes e dificuldades?

Luciano: O Instagram é legal porque todo mundo usa todos os dias e assim acabamos atingindo um público mais abrangente. Sei como é difícil levar quadrinhos para o dia a dia das pessoas, o mercado é difícil, então levar a história até onde às pessoas estão pode despertar a paixão em pessoas que talvez não pensasse em ir numa livraria e comprar um quadrinho. O fácil consumo pode ajudar nesse processo da pessoa imergir na história. A dificuldade vem da questão de ser independente. Além da história ter que ser boa, depende só da gente conseguir fazer ela ir mais longe pois não temos uma editora ajudando.

Vocês preparam o material com muita antecedência ou vão produzindo e publicando?

Luciano: Vamos produzindo e publicando. Achamos melhor assim do que preparar tudo pra depois postar. Ir lançando aos poucos vai nos dando motivações e recompensas a cada capítulo, o que nos empolga e não deixa o projeto morrer. Fazer tudo de antemão poderia ser demorado e nada recompensador durante o processo.

 

Paletas de cores e testes para HQ Feldman

Paleta_01

Teste_01A

Teste2A

Teste_03A

 

*Imagens cedidas ao EntreLinha por Bernardo Assis Brasil

Maurício Canterle

Maurício Canterle

Trabalha com cinema e publicidade nas áreas de roteiro, direção, montagem e motion graphics. Paranóico nas horas vagas.