Batman Vs Superman: A Origem da Justiça

por Lucas Placer

 

“Batman Vs Superman: A Origem da Justiça” era um filme que me gerava certo receio quanto ao desenrolar da história, pois havia muita coisa para acontecer durante o filme, como, por exemplo, como iriam introduzir a Liga da Justiça, o Batman, ou como a Mulher Maravilha interagiria com a história.

Fui ao cinema com algumas dúvidas e medos na minha cabeça, mas o filme se desenrola bem. Embora bastante criticado, tem seus pontos positivos. Ainda que algumas partes necessitassem de mais tempo para serem melhor aproveitadas (isso causaria um filme de 5 horas no mínimo), esse acaba sendo a única ressalva do filme: o excesso de coisa em pouco tempo. Mesmo com esse ponto, você sai do cinema satisfeito com o que viu.

O diretor Zack Snyder faz bom uso dos jogos e histórias disponíveis para montar as características dos personagens. Mas o que me chamou atenção foi que mesmo com todas as referências, os personagens possuem características únicas que, para o cinema, se encaixam muito bem.

A atuação de Ben Affleck como Batman convence e te deixa com vontade de mais filmes dele como o morcego. Gal Gadot faz uma excelente Mulher Maravilha. Esses detalhes fazem com que as esperanças no universo DC comics no cinema finalmente dê certo, e com estilo de histórias completamente diferente de sua concorrente. Faz melhor ainda à vida de quem gosta dos heróis nas telonas.

Autor Convidado

Autor Convidado

Gostaria de ter seu texto publicado no Entrelinha Blog? Entre em contato com a gente!